Embora o movimento artístico e literário dos bairros populares esteja cada vez mais vibrante, através dos saraus, slams, cordéis, poesias e rodas de conversa, historicamente a literatura brasileira mantém lacunas diante da literatura popular. Este indicador, nos convida a mergulhar e fortalecer a leitura enquanto elemento transformador da realidade, a partir de um amplo universo de ferramentas possíveis.

Neste contexto, a Fundação Pedro Calmon, vinculada a Secretaria de Cultura do Estado da Bahia (FPC/SecultBA) realiza o Festival Literário Nacional. Titulado de Diversas Leituras & Novos Caminhos, o Festival surge na perspectiva de dialogar com a juventude sobre as diferentes linguagens por ela utilizada como mecanismo de fortalecimento da identidade cultural. Além disto, o Flin tem como o objetivo de promover ações de incentivo à leitura, formação de leitores e acesso ao conhecimento na esfera do livro e da leitura.

Com uma programação diversificada, o Flin apresenta temas que dialogam diretamente com a juventude no campo social, político, econômico e do fortalecimento da identidade cultural. Na mesma medida, vai propor reflexões com o intuito de revelar um caminho de oportunidades através das diversas leituras, fomentando a cultura como elemento estratégico para o desenvolvimento humano.

 

Estrutura montada para a grade principal do Festival, com mesas literárias, intervenções culturais e debates. A Tenda terá um visual arrojado, com capacidade para abrigar mais de 2 mil pessoas por dia. Todos os dias haverá apresentações às 10h, 15h e 19h, reunindo nomes representativos da Literatura e da Música da Bahia, do Nordeste e de outros estados do Brasil, promovendo conexões e intercâmbios entre autores, artistas e público.

Espaço adaptado para receber a maior parte da programação, traz como destaque a iniciativa da Fundação Pedro Calmon de incentivo e estímulo ao hábito da leitura como prática social. Na Arena, o público terá acesso à música, às artes gráficas, ao livro, às leituras e a poesia em um universo criado, exclusivamente, para a juventude. A estrutura será dividida em quatro áreas: Infantil; Espaço Futura; campanha Leia e Passe Adiante; e Espaço Digital.

Espaço reservado para editoras baianas  e livraria do evento, a Passarela do Livro terá stands da EDUFBA, Caramurê, Galinha Pulando, Paralelo13S, Editus, Solisluna, UEFS Editora, Òmnira, Cogito, Livraria LDM, Secretaria de Educação, EGBA, Organismo e EDUNEB, Além da venda de livros, o espaço irá abrigar lançamentos e encontro com autores.

Com organização da Secretaria de Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (SETRE), através da COFES/SESOL e COMFINS/SESOL e em conjunto com o CESOL Salvador (administrado pela FEME), será realizada a Feira de Economia Solidária com empreendedores locais no Festival. Os empreendedores que comporão a Feira participaram de um conjunto de atividades sobre empreendedorismo e o cooperativismo através da economia solidária, receberam informações sobre financiamento (CREDIBAHIA) com vista a estimular a geração de renda e galgar novas oportunidades de negocio. Depois da Flin os empreendimentos continuarão recebendo orientação e apoio para realização de feiras de economia solidária e ações de formação.

Concebido pela Biblioteca Virtual Consuelo Pondé (FPC/SecultBA), o espaço tem como finalidade ofertar ao público jovem contato direto com o universo da tecnologia – recursos e ferramentas tecnológicos em diferentes suportes, além de formatos, experimentando  o uso de tecnologias, especialmente no campo da cultura, educação, direitos humanos e acessibilidade. Ou seja, proporcionar diferentes leituras e múltiplos caminhos para ler o mundo através da tecnologia.
Estarão disponíveis no espaço: óculos em realidade virtual 3D com conteúdos voltados para a educação; óculos de tecnologia assistiva /visão artificial para deficientes visuais; escrita e impressão em braille; aplicativo de conversação/ tradução em libras; projeção mapeada com conteúdo sobre a  história de cajazeira, literatura e  poesia; impresso 3d; robô interativo; totens com computadores e conteúdo sobre história da Bahia

De 12 a 15 de novembro, o Governo do Estado vai disponibilizar uma série de serviços voltados aos jovens de Cajazeiras e do seu entorno. Nos stands do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC), o público terá acesso ao projeto Pequeno Cidadão, Secretaria do Meio Ambiente, SESAB-Hemoba, o Observatório da Discriminação Racial Nelson Mandela (Sepromi), Sine Móvel (SETRE), Procon Móvel (SJDHDS) e a Unidade Móvel de Acolhimento da Mulher (SPM), Defensoria Publica do Estado da Bahia.

Governo do Estado da Bahia 
3ª Avenida, nº 390, Plataforma IV, 1º andar, CAB 
CEP 41.745-005 – Salvador – Bahia
Localização

Exerça sua cidadania. Fale com a Ouvidoria.